Projeto Mapa Brasil Afrotech

Quando falamos de Administração, alguns temas continuam sendo um pouco que tabus. A discriminação racial é um deles. No discurso de muitas empresas, vivemos a máxima da igualdade racial plena, do Brasil sem discriminação ou do “as empresas tem o direito de escolher quem serão seus empregados”. Na dura realidade a discriminação é velada, muitas empresas abrem mão da possibilidade de ter profissionais com grande potencial de trabalho por conta da condição racial. majoritariamente a discriminação é com os negros, mas também acontece com indígenas e outras raças.

Dentro deste quadro, vale a pena destacar algumas iniciativas que visam mostrar que o potencial de trabalho independente da questão racial. Um projeto em especial chama a atenção, trata-se de iniciativa da UNICAMP, que visa: ” disponibilizar aos pesquisadores e à comunidade um banco de dados, a conter informações qualificadas sobre desenvolvedores e participantes afro-brasileiros inclusos em projetos com características de inovação tecnológica e, em destaque, em componentes correlatos ao ambiente das novas tecnologias e mídias digitais”.

O Projeto Mapa Brasil Afrotech disponibiliza informações sobre profissionais e instituições que mostram o potencial e a capacidade de profissionais negros em todos o país. vale a pena conhecer cases como:

Nadia Ayad:
vencedora do concurso Global Graphene Challenge onde apresentou “apresentou a idéia de usar grafeno para um dispositivo de filtragem e um sistema de dessalinização que forneceria água potável para as famílias. Sua idéia reduziria significativamente os custos de energia e sobrecarregaria os suprimentos de água atuais, reciclando a água”.
veja em: https://www.sandvik.coromant.com/en-us/aboutus/lookingahead/pages/the-graphene-challenge.aspx

Ale Santos:
“Escritor de Ficção e Fantasia Afro-americana, que representou o Brasil em uma Antologia Mundial de Scifi (2013). Pesquisador de narrativas africanas, citado pela revista Piauí como o Cronista dos Negros no Twitter, é colunista da Vice Brasil, já colaborou com The Intercept Brasil e a Revista Superinteressante . Reconhecido pelas thread com narrativas afrocentradas que já alcançaram milhões de visualizações no twitter. Dá aulas de Gamificação na pós da ESPM e como consultor, além de desenvolver projetos para startups, foi um dos responsáveis por 5 edições da gamificação do maior evento de TI da América Latina, o IT Forum”.

Veja em: https://alesantos.me/

Vale do Dendê
A Escola Vale do Dendê oferta cursos, treinamentos, workshops e formações com foco no público corporativo e para o público geral. Usando metologias disruptivas e com os melhores consultores do campo da inovação e diversidade do Brasil, nosso braço educacional tem como objetivo aproximar os conceitos complexos criados no Vale do Silício e em outros centros de inovação para o público com menor poder aquisitivo. Nosso lema é “Inovação para Tod@s” e para isso realizamos parcerias com empresas e governos para levar cursos para as áreas mais populares do Brasil.

Veja em: http://valedodende.org/

Fonte: https://www.nied.unicamp.br/mapabrafrotech/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s