Amor ou emprego? qual seria a sua escolha?

Você trocaria um salário de R$ 5.000.000,00 por mês por um grande amor?Pois foi isso que aconteceu com Steve Easterbrook executivo britânico, Presidente Mundial da rede de fast food McDonald´s.  Easterbrook foi desligado da multinacional por ter se relacionado amorosamente com uma funcionária da empresa, o que é proibido pelas normas da empresa.

O presidente, que é divorciado, teve seu afastamento aprovado pelo Conselho da empresa que desconsiderou uma folha de bons serviços prestados pelo ex presidente nos seis anos em que foi o principal executivo da MCDonalds.

Um caso semelhante já aconteceu na INTEL onde um alto executivo também foi demitido pelo mesmo motivo,

A pergunta que fica é se esta medida é positiva para a empresa?. Perder um quadro gerencial com qualificação excepcional  e resultados apresentados porque passou a se relacionar afetivamente com outro empregado(a) pode ser tão negativo para os negócios?  Talvez seja a hora de adequar as normas e entender, que independente de suas posições gerenciais, um grande amor, talvez, possa ajudar mais do que atrapalhar a Administração.

Num tempo em que as empresas passam a respeitar mais o meio ambiente, as minorias  e a qualidade de vida de suas equipes, esta restrição parece ser um atraso.

Foto: Divulgação McDonald´s e Twiter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s